0.6V, 0.7V… afinal qual é a queda de tensão num díodo?

7 Junho 2011 at 21:45 (Tutorial) (, , )

Bom… a verdade é que a queda de tensão num díodo é proporcional à corrente que o atravessa no momento em que se mede a tensão. Para díodos de silício, há quem diga que é 0.6V, quem diga que é 0.7V, mas isto é apenas o valor aproximado em que a queda de tensão “descola” significativamente do zero e começa a crescer “a olhos vistos” . É por volta destes valores que a corrente sobe a 1mA e tem um disparo a partir daí. Na prática este valor não é crítico, e dada as tolerâncias que já temos que ter em conta, tanto faz ser 0.6V como 0.7V, desde que a corrente seja pequena… agora o que é que “pequena” quer dizer já depende do díodo. Fiz medições a alguns díodos comuns e podemos ver neste gráfico como é que eles se portam:

Curvas de díodos comuns

Há um díodo Schottky ali no meio; este tipo de díodo tem uma queda de tensão mais baixa (0.3V – 0.4V). Para díodos de germânio os valores são ainda outros: 0.2V a 0.3V.

De qualquer forma vemos que não há um valor “exacto” para a queda de tensão. No entanto convencionou-se que seriam estes valores porque nos dá jeito para fazer contas em aplicações não críticas – que são a maior parte das aplicações.

Permalink 1 Comentário

O díodo

28 Novembro 2007 at 03:32 (Tutorial) (, , )

Depois de ter falado acerca de como se acende um LED, que é um díodo (LED – Light Emitting Diode), e tendo vontade de avançar para outros assuntos mais interessantes tais como transístores, achei que era altura de dizer mais algumas coisas sobre díodos. Preparado? Então adiante 🙂

Leia o resto deste artigo »

Permalink 26 comentários

%d bloggers like this: