Reciclar uma Power Station

26 Novembro 2007 at 15:54 (Diy) (, , , )

Há uns anos comprei uma Power Station da Einhel, modelo EGS12, para ter uma autonomia grande no meu telescópio. Uma Power Station é uma bateria sem manutenção e de “alta capacidade”, com carregador, uma série de saídas de várias tensões e algumas luzinhas de aviso, tudo no mesmo pacote. Sempre me serviu bastante bem mas penso que cometi um erro: deixei-a completamente descarregada por alguns meses enquanto “fui de férias”, e quando voltei já não funcionava. A bateria caput, já não segurava carga nenhuma. E agora? Vou ter que gastar mais 40 a 50€ numa nova? O curioso que há em mim decidiu abri-la e ver quanto é que podia poupar.

Esta Power Station tem internamente uma bateria de chumbo-ácido em gel, de 12V 7Ah. Isto eu na verdade já sabia, porque em tempos deu-me a curiosidade e tive que a abrir para ver o que havia lá dentro. Como sabia disto, pensei que talvez fosse possível substituir apenas a bateria, caso fosse mesmo essa a causa do problema. Sim, porque eu ainda não sabia se era alguma da electrónica associada que teria avariado.

PowerStation Einhell EGS12

A caixa é muito fácil de abrir, e tem 9 parafusos com cabeça philips, em cruz. Atenção que um dos parafusos está por baixo da pega vermelha, e portanto é preciso levantar a pega para lhe aceder.

PowersStation aberta

Comecei por tentar verificar se haveria algum problema com o circuito eléctrico, e a 1ª coisa que me espantou foi a simplicidade do mesmo. Estava à espera de encontrar um circuito complexo para a parte do carregador. Como a Station tem luzes de aviso de “em carga” e “carga completa” pensei que houvesse um controle dinâmico da corrente para bateria através de transístores, mas nada disso. O carregador é um circuito básico “independente” com resistências e díodos, alimentados por uma tensão de carga (fornecida por um transformador externo de 15V 500mA).

Circuito de carregamento da PowerStation

As luzinhas são depois controladas à parte por circuitos com transístores que apenas monitorizam as tensões, sem terem a capacidade de influenciar o que quer que seja. Daí que os únicos componentes que podiam impedir a bateria de carregar seriam as resistências de controle de corrente e os díodos. Com e sem o transformador externo ligado, medi as tensões nos vários pontos do circuito e estava tudo Ok. O teste do multímetro aos díodos também não indicou nenhum problema. Portanto as resistências e díodos estavam todos de boa saúde, o que quer dizer que o problema estava na bateria.

Ainda me dei ao trabalho de fazer um esquema do circuito, para futura referência. Também fiquei espantado por não encontrar por lá nenhum “78xx” a regular a tensão das saídas de 3V, 6V e 9V a 1A; o que lá está a fazer esse trabalho é um montão de díodos 1N4001… daí que as tensões não são “certinhas” e variam com a corrente que se “puxa” das saídas. Além da imprecisão das tensões, este método baratucho desperdiça alguma energia por dissipação térmica nos díodos (~4W/8W/12W nas saídas de 9V/6V/3V, à corrente máxima), o que pode ser “chato” num sistema autónomo.

Esquema das sa�das de baixa tensão da PowerStation

Fui a uma loja de electrónica e comprei uma bateria do mesmo tamanho, por 21,66€ (desta vez não vou pôr aqui o nome da loja e fazer publicidade, porque não me souberam indicar um local onde pudesse dar a bateria velha para reciclagem; mas já consegui a morada dum centro de reciclagem onde aceitam baterias de chumbo, através de um Amigo). Estas baterias de gel têm tamanhos relativamente standardizados, e portanto foi facílimo encontrar uma para fazer a substituição. O avanço na capacidade de armazenamento na tecnologia de baterias de chumbo está basicamente estagnado, mas ainda assim a nova bateria é ligeiramente melhor: 8 Ah em vez dos 7 Ah da antiga. Já fiquei a ganhar qualquer coisita🙂.

Bateria chumbo-ácido em gel de 12V

Procedi então à troca da bateria, que não foi tão fácil como eu esperava, uma vez que os contactos tinham sido soldados. Depois de algum esforço lá consegui libertá-los e colocar a nova bateria, tendo o cuidado de ser o mais rápido possível na re-soldadura dos contactos, pois a caixa é toda em plástico e o calor do ferro não lhe dá muita saúde. Também é preciso um cuidado extremo ao manipular a bateria e fazer as ligações, para evitar curto-circuitos, que degradam a vida da bateria e provocam faíscas que são sempre um risco à nossa saúde e segurança. Deves colocar alguma fita-cola nas pontas dos cabos assim que os soltas e enquanto não precisas de os prender de novo, e usar pelo menos uns óculos de trabalho para proteger os olhos. Também é preciso muito cuidadinho a trabalhar por perto com ferramentas metálicas como chaves de fendas… as tensões não são perigosas mas como já referi os curtos não dão saúde à bateria e apresentam algum risco à nossa segurança. É incrível como é fácil uma pequena distracção. Eu por exemplo lembrei-me de “aparar” um cantinho da soldadura no contacto com uma lima (para não estar a meter outra vez o ferro de soldar), e lá fiz umas faíscazitas por acidente. Portanto é muito fácil fazer asneiras.

E pronto, voltando a fechar tudo reciclei uma Power Station por aproximadamente metade do preço de uma nova. E a bateria que lá estava antes… está aqui à espera de uma ida ao centro de reciclagem cá da zona.

3 comentários

  1. Ricardo Matos said,

    Andas entretido tu😀

  2. Luis Rocha said,

    Olá
    Tenho uma power station destas e acho que tenho o mesmo problema com que te deparáste. esteve imenso tempo sem ser carregada e agora quando a tento carregar nem sequer acende os leds que indicam que está em carga. Já medi a saída do alimentador com um multímetro e ele está bom. Achas que o facto dos leds não acenderem pode ter a ver com o facto da bateria interna estar morta?
    Agradeço se me puderes ajudar. Cumprimentos. Luis Rocha

    • Njay said,

      Nas traseiras há 2 postes que estão ligados directamente à bateria, podes medir a tensão nesse ponto.
      Também pode ser o fusível lateral que fundiu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: